Notícia

Porto de Santos deve adotar sistema que permite maior acesso a dados e agiliza processos

Port Community Systems (PCS) também está sendo implantado em portos da Índia, da Argentina e do Chile. Ainda não há uma data definida para o início da implantação do projeto em Santos.

O Porto de Santos, no litoral de São Paulo, será o primeiro no Brasil a implantar o sistema tecnológico de integração de dados do comércio marítimo chamado Port Community Systems (PCS). O projeto também está sendo implantado em portos da Índia, da Argentina e do Chile. O sistema deve facilitar o acesso aos dados e, desta forma, simplificar e agilizar processos do comércio exterior.

O processo de planejamento está no início, tendo sido realizada a primeira reunião sobre o PCS nesta semana, em Brasília. Na última terça-feira (10), o projeto foi apresentado em um seminário realizado no auditório do Sindicato dos Despachantes Aduaneiros de Santos e Região (SDAS), no Centro de Santos.

O projeto visa reduzir o tempo e o custo das exportações e importações nos portos brasileiros. "Ele vai eliminar retrabalho e duplicação de formulários. A base de dados nascerá já numa base de programação moderna e integrável por webservices, com os sistemas das demais autoridades e desenvolvimento de uma Application Programming Interface para integrar com sistemas dos clientes. Dessa forma, as pequenas e médias empresas poderão ter maior acesso ao mercado marítimo”, explicou a superintendente da chefia de gabinete da presidência da Santos Port Authority, antiga Codesp, Jacqueline Wendpap.

O sistema também proporcionará inclusão de um maior número de pequenas e médias empresas nas cadeias de valor globais. Por isso, a superintendente enfatiza que o sistema trará benefícios para o setor portuário e também para a comunidade local.

"O complexo portuário é o principal gerador de empregos e de arrecadação de tributos da Baixada Santista. Com a simplificação de processos e consequente entrada de novas empresas no mercado, o benefício para a população virá destas novas possibilidades de campo de trabalho".

Segundo ela, como maior e mais importante porto do país, Santos é sempre protagonista nas inovações. Por isso, deve ser o pioneiro na iniciativa. “A SPA está preparada para ser protagonista no desenvolvimento do projeto, integrando e modernizando a interface entre cliente e autoridades”, disse Jaqueline.

O projeto será financiado pelo “Prosperity Fund”, que é um fundo de cooperação do Governo Britânico. Ele proporciona assistência ao desenvolvimento de países que compõem a listagem de Ajuda Pública ao Desenvolvimento (APD), do Comitê de Ajuda ao Desenvolvimento da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

O fundo contratou um consórcio de empresas para promover estudos para a futura implantação do programa no Brasil. O investimento gira em torno R$ 100 milhões, que serão investidos na construção de uma plataforma que reunirá os programas já existentes e utilizados por autoridades portuárias.

A OCDE e a Foreign and Commonwealth Office (FCO), órgão do governo britânico para relações exteriores, ao qual o Prosperity Fund é ligado, já estão implementando o PCS em países como Índia, Argentina e Chile, por exemplo.

No Brasil, a Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários, ligada ao Ministério da Infraestrutura, está dando o apoio, com vistas a implantar o programa não apenas em Santos, mas também nos portos do Rio de Janeiro (RJ), Suape (PE) e Paranaguá (PR). Segundo a SPA, ainda não há uma data definida para o início da implantação do projeto.

Fonte: G1

Transporte com a TSA e tenha mais qualidade nas suas operações

Estamos presentes na baixada Santista, com filial em São Vicente e concluímos a instalação de um Terminal Marítimo próprio, com área de 25.000 m², moderno e estruturas arrojadas, colaboradores devidamente preparados para o atendimento nos processo de FCL e LCL.

Fale com nossos especialistas agora mesmo!

Newsletter

Nosso conteúdo na sua caixa de entrada

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Ao clicar no botão "Inscrever-se", você concorda com nossos Política de Privacidade